Sem frescura! ‘Nojinhos’ que você poderia repensar na hora do sexo

By 31 de outubro de 2020Lute como uma garota

Nojinho, todo mundo tem. No entanto, alguns deles podem evitar que você aproveite outras formas de ter prazer com o seu parceiro. “É importante desconstruir esse tipo de ‘frescurinha’ para que as pessoas entendam que o corpo todo é erógeno e não é apenas o sexo com penetração que é gostoso”, fala a sexóloga Vanessa Inhesta. A especialista pontua, porém, que cada pessoa tem as suas próprias vivências e preconceitos e apenas elas saberão quando será conveniente revê-los. É aquele nosso mantra principal: não seja obrigada!

Mas, para levantar uma reflexão, reunimos alguns “nojinhos” que você pode deixar de lado quando for para a cama com o seu parceiro ou parceira:

De fazer sexo oral (?!)

Considerado, por alguns, como parte básica e essencial de uma boa preliminar, o sexo oral pode ser um tabu para outros. “Para a mulher existe a ideia de que o sexo oral é algo errado, pecaminoso”, explica a sexóloga. Outro fator que influencia para que muita gente fuja na hora de cair de boca é o cheiro e o gosto das partes íntimas. “Os homens têm essa ideia antiga de que a vulva tem cheiro de bacalhau e de que, por ela estar muito perto do ânus, vai acabar sentir o odor daquela região”, afirma Vanessa. No caso das mulheres, a origem do nojo pode ser moralismo. “Algumas acham que é algo errado, pecaminoso”, diz. Superar a restrição ao sexo oral pode melhorar a sua relação com seu parceiro ou parceira. Afinal, todo mundo gosta de receber um “carinho”. Principalmente na cama.

De beijar depois do sexo oral

Um bom beijo molhado melhora a conexão durante a relação, mas nem sempre ele é bem visto. “Pelo pênis estar ligado à urina, muitos homens não gostam de serem beijados depois de receber o sexo oral por acharem que vão sentir o gosto dela”, afirma Vanessa Inhesta. “O mesmo vale para as mulheres, algumas delas não gostam do cheiro e nem do rosto da secreção da vagina”. Neste último caso, os mesmos fatores podem ser motivos de excitação para várias garotas. É importante lembrarmos, no entanto, que caso a higiene esteja em dia e você tiver a compreensão de que pênis e vagina têm gostos característicos, não há porquê de se ter nojo de ganhar um beijo após o oral.

De beijo grego e fio terra

É amplamente conhecido que o ânus é uma região cheia de terminações nervosas e, por isso, o estímulo dela causa muito prazer. Seja homem ou mulher. Porém, o medo de que acidentes aconteçam impede que as mulheres brinquem mais com o ânus. “Muitas vezes a pessoa vai ter nojo porque acha que vai sair alguma sujeirinha, cheiro”, diz. “Hoje em dia tem produtos que faz uma boa higienização para não ter problemas com isso”. Caso a região externa esteja limpa, não há porquê de ter medo de praticar o beijo grego, uma vez que não acontece a penetração.

De transar durante a menstruação

Fazer sexo durante a menstruação pode ser muito prazeroso para mulheres. “A pele da região íntima fica mais sensível e a vulva e o clitóris ficam mais inchados, então a penetração fica muito mais intensa”, explica Vanessa. Além disso, a vagina fica bastante lubrificada. “Isso causa muita excitação”. Porém, o nojo do sangue impede que as mulheres aproveitem essas características benéficas. “Tem gente que acredita que o sangue é algo sujo, mas ele saiu do nosso corpo”.

De ejaculação no rosto ou na boca

De acordo com Vanessa Inhesta, o prazer relacionado à ejaculação no rosto ou na boca tem mais a ver com o aspecto visual do que o físico, já que os homens têm sua excitação influenciada pelos filmes pornográficos. “A questão de sair algo do pênis, mesmo que seja o esperma, causa uma sensação muito esquisita na mulher”, afirma a sexóloga. “Além disso, o esperma é mais espesso e, em contato com a boca, ele fica mais grudento”. Porém, curtir o momento de troca de prazer pode fazer com que a sensação estranha valha a pena. “Muita gente fica excitada quando vê o parceiro tendo prazer junto com você”.

 

do portal UOL

 

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: